SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

17 de jun de 2013

Conforme já previsto sociedade civil e movimentos sociais dão a resposta à tentativa de repressão governamental com explosão de manifestações em praça pública.


Em resposta a tentativa do Governo e seguimentos do Judiciário em reprimir e proibir manifestações públicas na última quinta-feira inclusive estipulando multa de 500 mil para quem descumprisse a ordem, mais de 40 mil manifestantes ocuparam as ruas de BH em solidariedade aos Sindicatos pressionados pela medida ( SINDPOL/MG e SINDUT) e com a força jamais vista ocuparam as ruas de Belo Horizonte protestando contra a repressão do poder público o abandono e exclusão social bem como o fracasso das políticas públicas de todas as esferas de Governo tanto Federal, Estadual e Municipal que priorizavam obras faraônicas para atender exigências da FIFA para os eventos esportivos internacionais, em detrimento de investimentos sociais para comunidade excluída de serviços públicos de qualidade como saúde, educação e segurança.

Manifestação de apoio e solidariedade aos sindicatos

Mesmo com a abstenção por parte do SINDPOL/MG e SINDUT em não obstruírem o trânsito livre nas ruas de BHe outros logradouros no Estado em sinal de protesto de suas corporações, vários movimentos sociais por meio de convocação em comunidades virtuais e sites de relacionamento lotaram as ruas de BH em um gesto de cidadania, e rumaram através do corredor da Av. Antônio Carlos até os arredores do Mineirão na região da Pampulha. Com palavra de ordem que faziam lembrar a ação da juventude nos tempos da ditadura, cerca de quase 50 mil jovens protagonizaram um momento histórico de civis de contestação à conjuntura política nacional, estadual e municipal. Sem qualquer ocorrência de vandalismo ou depredação esses manifestantes cidadãos clamavam pelas ruas por mais educação, mais transparência, mais saúde, mais segurança, mais respeito à coisa pública e mais cidadania.

Ainda na praça sete ao avistarem as faixas de protesto do SINDPOL/MG na campanha de valorização da segurança pública e da Polícia Civil 2013 milhares faziam filas e assinavam o manifesto do SINDPOL/MG por mais segurança e reestruturação da Instituição Policial. Ali foram coletadas mais de 10 mil assinaturas somente nessa tarde. A Direção do SINDPOL/MG agradece a cada militante e a cada liderança pelo gesto de cidadania, pois a segurança que queremos depende da reflexão consciente e do gesto maduro de cada cidadão não só de apoiar as ações do órgão, mas também de cobrar providências das autoridades contra o sucateamento e falta das condições de trabalho.

As manifestações tomam conta de todo país

Logo pela manhã centenas de moradores de Ribeirão das Neves também ignorando a decisão judicial proposta pelo Governador, promoveram o fechamento da Rodovia Federal 040 gerando um engarrafamento de mais de 12 quilômetros o motivo do manifesto foi o recorrente descaso das empresas de ônibus com atrasos, péssimas qualidades dos veículos disponibilizados para atender aquela grande e densa população. Queimando dezenas de pneus e caixotes demonstraram a sua indignação com estado precário na prestação de serviços do transporte um dos mais caros do país e ainda as dificuldades porque atravessa os moradores da cidade mais pobre da região metropolitana. Também no último sábado cerca de 10 mil militantes e estudantes realizaram uma grande passeata pelas ruas de BH também interrompendo o trânsito chamando a atenção da população para as altas tarifas de transporte coletivo e também repressão governamental e as praticas ante sindicais praticadas pelo Governo contra as atividades dos sindicatos em lutarem por melhorias para as categorias de servidores públicos que representam. Em todas estas manifestações aqui em Minas o saldo tem sido sempre positivo com ordem, civismo e respeito ao patrimônio público.

No resto do país principalmente nas cidades onde se realizam os jogos da Copa das Confederações os protestos com grandes multidões eclodem com muita força jamais antes vista, é uma mudança sensível no comportamento da sociedade que não tolera mais ser excluída e desrespeitada pela classe política com as decisões tomadas no arrepio dos consensos. Curiosamente a política de pão e circo associadas com vultosos investimentos para o ópio do futebol não tem funcionado para calar as vozes rocas das ruas, nem a custa de forte aparato e repressão policial. São os ventos das mudanças dando seus sinais para todo sociedade

Nenhum comentário:

Postar um comentário