SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

27 de mai de 2013

Nomeação de Agentes Prisionais garantirá mais 300 policiais nas ruas em Mato Grosso.

27/05/2013 - 10h03  

Da Redação
O Governo de Mato Grosso deve concluir ainda nesta semana todo o processo de chamamento de 305 novos agentes para atuarem no Sistema Prisional e Sócio Educativo. Com isso, a Policia Militar ganhará a mesma quantidade de policiais – que hoje estão na segurança e assistência aos detentos. “Essa é mais uma ação estratégica deste Governo, que vem procurando atender as demandas no limite da responsabilidade com o Estado. Ganha a segurança e ganha o sistema penitenciário e sócio-educativo” – explicou o secretário de Administração, Francisco Faiad.
Apenas este mês, já foram chamados 130 agentes penitenciários, classificados no concurso público realizado pelo Governo. Desses, apenas cinco não conseguiram preencher os requesitos necessários. Os demais, até completar os 305, acordados inclusive com o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso, devem ser chamados em ato ser publicado no Diário Oficial do Estado na semana que vem.
O reforço do efetivo militar nas ruas é, de acordo com o secretário de Administração, uma preocupação constante do Governo. Segundo Faiad, a Polícia Militar – assim como outros órgãos de segurança do Estado – vem tendo um desempenho altamente satisfatório, levando-se em consideração os vários aspectos da criminalidade, como, por exemplo, a atribuição de combater o tráfico de drogas, que ele considera como a “mãe da criminalidade”.
“Temos uma fronteira seca, difícil e somente a Policia Militar tem atuado no combate a esse crime e no controle da fronteira. O tráfico é responsável por mortes violentas e pela destruição de muitas famílias. Por isso, acredite que esses 300 homens a serem reincorporados em muito ajudarão na segurança do cidadão” – disse, ao defender uma urgente atuação integrada de forças e tropas federal e estadual na região, de forma permanente.
Além dos 300 policiais que poderão voltar às ruas, Faiad confirmou para o início do segundo semestre a realização de um concurso público para 1,2 mil vagas para a segurança pública, visando o reforço do policiamento para a Copa do Mundo de 2014 e também a instrumentalização de pessoal da Polícia Técnica, da Policia Civil e do Corpo de Bombeiros.

FONTE: O DOCUMENTO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário