SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

8 de mai de 2013

INSPEÇÃO SINDICAL NO IML DO SINDPOL/MG.


Após realização de inspeção sindical no IML de Belo Horizonte, onde encontrou condições precárias de trabalho que expõe a risco à saúde, à vida e a integridade física dos usuários e trabalhadores do local, alem de comprometer a prestação de serviço da polícia, à justiça e à sociedade.

O SINDPOL/MG ingressou com denúncia ao Ministério Público do Trabalho, e após, quase um ano de tentativas infrutíferas de um ajustamento de conduta, o órgão federal decidiu impetrar a competente ação civil pública contra o Estado de Minas Gerais para regularização desse grave problema estabelecendo inclusive multa diária caso o Governo do Estado não cumpra às determinações legais para o funcionamento regular daquele importante por órgão, é o SINDPOL/MG mostrando serviço e cumprindo o seu papel para com os trabalhadores a segurança pública e a sociedade.

Denúncia do SINDPOL/MG sobre sucateamento do IML resulta em ação judicial na Justiça Federal e o Estado de Minas Gerais deverá corrigir as condições de trabalho.


Presidente do SINDPOL/MG é ouvido em audiência no MP do Trabalho sobre denuncias de sucateamento do IML e más condições de trabalho

Na sequência das ações que apuram as más condições de trabalho, sucateamento e lesão aos direitos dos trabalhadores do IML-BH, o presidente do SINDPOL/MG, Denílson Martins, participou da audiência na Procuradoria do Trabalho na manhã desta sexta-feira (9). Os representantes do Governo do Estado e da Superintendência de Polícia Técnico Científica também foram intimados para prestarem maiores esclarecimentos e também sobre a possibilidade da pactuacão de um TAC (Termo de Ajustamento e Conduta), proposto pelo MPT, antes da propositura da competente ação.

Em seu depoimento, o presidente informou que as condições naquela unidade ainda continuam precárias, não obstante o fato de administração ter sido substituída pela pessoa do eminente profº. Dr. André Roquette que agora passa a administrar o Instituto Médico Legal de BH, pessoa séria honrada e competente, porém, não possui autonomia para ordenar despesas e celebrar contratos de trabalho, bem como autorizar editais de concurso público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário