SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

27 de abr de 2013

Policia Civil mineira poderá entrar em greve.




lei organica Direção do SINDPOL/MG delibera por assembleia geral e indicativo de greve pode ser aprovado em razão de não atendimento de reivindicações por parte do governo Na tarde desta sexta-feira dia, 26 conforme prévia convocação, o Conselho Deliberativo do SINDPOL/MG se reuniu e deliberou pela convocação de assembleia geral extraordinária da categoria tendo como ponto de pauta as seguintes matérias: CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA SINDPOL/MG Pelo presente edital, a Diretoria Executiva do Sindicato dos Servidores da Policia Civil do Estado de Minas Gerais - SINDPOL/MG, nos termos do Art. 17, inciso II e § 1º do Estatuto em vigor, convoca a categoria que representa e demais filiados para comparecerem em Assembléia Geral Extraordinária, designada para o próximo dia 10/05/2013, às 12:30 hs em 1ª chamada em conformidade com o disposto no Art. 17, § 2º, inciso I, e às 13:00 hs em 2ª chamada em concordância com Art. 17, § 2°, inciso II , na Pça. da Liberdade, s/nº, - Bairro Savassi, em Belo Horizonte/MG, para a deliberação das seguintes pautas: 

1. Apreciação do possível texto do PLC 23/2012 (Lei Orgânica da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais). 

2. Ratificação da deliberação da Diretoria Executiva Efetiva e do Conselho Recursal Deliberativo a respeito da desfiliação do SINDPOL/MG da CSP ( Central Sindical de Profissionais), e subsequente filiação do SINDPOL/MG à UGT (União Geral dos Trabalhadores). 

3. Mobilização nacional pela aposentadoria por atividade de risco e Lei Geral das policias civis dos Estados brasileiros. 

4. Possível indicativo de GREVE GERAL por prazo indeterminado em razão do não atendimento das reivindicações da categoria representada. 

5. Informes e Assuntos Gerais 27 de abril de 2013 Denilson Aparecido Martins Presidente do SINDPOL/MG A razão da convocação reside no descaso e atraso do governo em cumprir agenda de atendimento das reivindicações da categoria, principalmente no que toca ao envio do projeto de lei orgânica para ALMG contemplando pelo menos os 5 pontos centrais reivindicados pela categoria. 

A indignação de toda a classe policial tem sido muito grande pelo motivo da demora e da falta de respeito do governo para com a Polícia Civil em relação a outros seguimentos do mesmo sistema de Defesa Social principalmente a PMMG, Bombeiros e SUAP. Enquanto os policiais militares tiveram aprovados nas ALMG, em tempo recorde projeto de lei que concede promoções a cada 7 anos, de soldado a oficiais, adicional de permanência na ordem de 33% da remuneração final, adicional de invalidez na ordem de 10% a todo aquele que aposenta por doença e invalidez, além de outros benefícios. Considerando que o mesmo governo que cobre a integração entre as duas policiais, mas dá tratamento diferenciado as mesmas; considerando ainda que os policiais militares já gozam desses benefícios desde dezembro de 2012, aumentando ainda mais o abismo que separa as duas corporações; considerando que estas distorções e tratamento desigual prejudicam sobre maneira as relações entre os policiais causando cizânia e baixo rendimento em razão da percepção de injustiça considerando ainda que outras matérias que entraram na pauta bem depois da agenda da PC, já estão sendo atendidas como por ex a Lei Orgânica do corpo de bombeiros ( Matéria que o governo e sua base já estabeleceram com prioridade para ser aprovada ainda neste 1 semestre considerando também que a toque de caixa o governo já envio para a ALMG o Projeto de lei que institui o estado geral de todos os servidores públicos do estado, considerando finalmente que, decorrido o prazo para envio do PLC 23/2012 para ALMG com as alterações requeridas pelas SEDS, somente a PC, mais uma vez foi desconsiderada alijada da atenção governamental, correndo o risco de ficar mais meio século sem uma lei orgânica digna que modernize as estruturas,atualize procedimentos e valorize seus recursos humanos com salário digno e melhores condições de trabalho, o SINDPOL/MG em nome de todos os seus filiados e da categoria representada deliberou pela convocação de AGE para deliberar sobre os rumo das relações com o governo que mais uma vez descumpri acordo firmado com a categoria aumentando o sucateamento e a desmotivação que impera no seio da instituição. A ASSEMBLEIA GERAL SERÁ NO PRÓXIMO DIA 10 DE MAIO, SEXTA-FEIRA NA PRAÇA DA LIBERDADE, ÀS 12:30 EM PRIMEIRA CHAMADA. A PRESENÇA D A PERESENÇA DE TODA CATEGORIA É INDISPENSAVEL PARA O SUCESSO DE NOSSAS DELIBERAÇÕES E ALCANCE COMPLETO DE NOSSAS METAS.

 Governo que não cumpre acordo não merece respeito do funcionalismo por isso assim como as demais categorias em greve e em mobilização, os policiais civis devem também deliberar legitimamente por ações para que sejam valorizados e atendidos em suas reivindicações, pois a fase da tolerância e do dialogo já chegou limite. E Executiva Sindical

SINDPOL/MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário