SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

26 de abr de 2013

Notícias do hospital da PCMG.


Após várias denúncias e reivindicações do SINDPOL/MG em nome da categoria, o Governo do Estado publica decreto de destinação de área pública para instalação do novo hospital da PCMG.

Após varias denuncias do SINDPOL/MG a respeito das distorções e irregularidades no funcionamento do ambulatório do HPCMG, denúncias essas que foram encaminhadas a Defesa Civil, ao Conselho Regional de Medicina, ao corpo de bombeiros, ao Ministério Público Estadual e Federal, bem como outros órgãos competentes, o Governo do Estado publica na data de quarta feira dia, 24 Decreto do Poder Executivo destinando área pública para a construção e instalação do novo hospital da PCMG.
A direção do SINDPOL/MG louva e reconhece o gesto da chefia da polícia, da direção geral do HPC e do governo do estado em cumprir mais esse compromisso com a categoria que merece e carece dessa justa bem feitoria, pois é desnecessário dizer e explicitar o estado de precariedade e sucateamento que a única unidade de saúde estadual especifica da Polícial Civil se encontrava. É de valia ressaltar que o investimento na saúde do trabalhador mais que um direito e beneficio pode ser considerado como um salário indireto é exatamente por isso, que nos enquanto entidade sindical tanto lutamos e trabalhamos. A direção do SINDPOL/MG agora aguarda os atos persecutórios da execução da obra que não pode tardar. Contratação de efetivo, realização de concursos públicos, licitação para compra de materiais e demais procedimentos peculiares devem ser iniciados desde já e a partir de agora evitando assim que a burocracia imprima uma demora ainda maior para conclusão dessa promessa. Sabemos das dificuldades que se tem para se realizar um concurso e habilitar um profissional de saúde para prestação de tão relevante serviço. A medida ora mencionada ainda não resolve, a curto prazo os graves problemas e desafios enfrentados pelo Policial Civil, pelo Servidor Administrativo e seus familiares quando necessitam do atendimento

médico e hospitalar, passa de longe do atendimento dispensado aos coirmãos da Polícia Militar que tem ao seu dispor convênios em bons estabelecimentos hospitalares bem como clínicas especializadas particulares para suprir a sua necessidade de saúde. Não obstante essa realidade dos policiais e servidores da Polícia Civil terem de se deslocar de suas longínquas unidades de lotação e domicílios para capital Belo Horizonte, na busca de atendimento de saúde de qualidade, a medida ora anunciada, vai amenizar a médio prazo, um pouco do grande sofrimento pelo qual atravessa o nosso operador de segurança pública e seus familiares quando vê precarizada a sua saúde. A direção do SINDPOL/MG continuará acompanhando e reivindicando a melhora no atendimento do atual ambulatório, pois é seu dever institucional e usará de todos os meios necessários para acelerar a execução e entrega das obras do novo hospital.

Veja recorde em pouco a matéria da inspeção sindical realizada pelo SINDPOL/MG em 2011.

SINDPOL/MG realiza inspeção sindical no Hospital da Polícia Civil e na Seção de Perícias Médicas

Após várias reclamações de filiados e usuários dos serviços do ambulatório da Polícia Civil e da seção de perícias médicas, o SINDPOL/MG realizou inspeção nessas duas unidades de saúde se deparou com um estado completo de abandono, sucateamento e precariedade.

Um ofício já foi encaminhado ao Chefe de Polícia solicitando providências emergenciais, que visem restabelecer o funcionamento pleno e necessário do Hospital da Polícia Civil, que na verdade é um ambulatório clínico para atendimento de baixa complexidade; bem como o restabelecimento do funcionamento apropriado da Seção de Perícias Médicas que funciona precariamente no 4º andar da Federação Mineira de Futebol.

Enquanto isso... Governador inaugura Hospital da Polícia Militar:

O Governador esteve presente na inauguração das novas instalações do Hospital Juscelino Kubitschek de Oliveira da Polícia Militar (HPM), em Belo Horizonte. A construção dos prédios de serviços e de ambulatórios vai ampliar a capacidade e melhorar a qualidade dos atendimentos. Foram investidos R$ 24 milhões nas obras e aquisição de equipamentos, recursos do Instituto de Previdência dos Servidores Militares (IPSM). Uma obra que só a parte física custou mais de R$ 20 milhões. De acordo com o governador “a obra moderniza e expande as instalações do Hospital Militar para atender a toda a família militar de Minas Gerais. É uma obra moderna que certamente vai aprimorar ainda mais o atendimento à saúde, que já é modelar, pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros, aqueles que integram essas corporações”, destacou o governador.

Com as novas instalações, o prédio histórico do HPM passará a atender especificamente os procedimentos de internação de maior complexidade, com a possibilidade de criação de novos serviços e ampliação do número de leitos hospitalares.

A construção do prédio de ambulatórios, anexo e interligado à edificação já existente, ampliará a capacidade de atendimento em até 40%. O número de consultórios passará de 54 para 74. A estrutura possibilitará o aumento da oferta de consultas, centralizará o atendimento ambulatorial das 36 especialidades médicas, além de 12 equipes multidisciplinares em atuação.

Há também uma clínica de fisioterapia, incluindo estrutura para fisioterapia aquática, centro para cirurgias de pequeno porte, clínicas de psicologia e psiquiatria e setor de arquivo de prontuários. As obras foram iniciadas em 2008 e estavam previstas no planejamento estratégico do HPM.

“O esforço do nosso governo nos últimos anos, desde o início de 2003, tem sido nesse sentido, de ao mesmo tempo levar a nossa Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, como também à nossa Policia Civil e o sistema penitenciário no âmbito do sistema de Defesa Social a um patamar de excelência no seu aprimoramento no sistema federativo brasileiro em um processo contínuo e permanente”, destacou Anastasia.

Prédio de serviços

O prédio de serviços foi projetado para abrigar a rouparia, alojamento da residência médica, farmácia hospitalar, laboratórios de manipulação, de análises clínicas, de anatomia patológica, banco de sangue, seções administrativas do centro farmacêutico, almoxarifados e serviços de conservação e limpeza. As novas instalações vão centralizar os serviços de suporte ao hospital facilitando o abastecimento, o processo de distribuição, controle e recebimento de mercadorias. A interligação entre os três prédios facilitará esse processo.

“Esse esforço nós realizamos em nome da sociedade de Minas Gerais. Não podemos imaginar um Estado desenvolvido, próspero, se não houver a segurança pública como sustentáculo da família, como sustentáculo dos empregos, como sustentáculo da atração de empresas no nosso Estado. Aonde reina a insegurança, aonde reina a intranquilidade nós jamais poderemos ter de maneira clara, sofismável, robusta, uma fortaleza de desenvolvimento. Daí porque Minas Gerais se orgulha de ser ao longo dos últimos anos o Estado que mais vem investindo em segurança pública em relação ao seu orçamento”, ressaltou Anastasia. 
VEJA O DECRETO:O GOVERNADOR DO ESTADO  DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere
o inciso vii do art . 90 da Constituição do Estado e tendo em vista o disposto no art . 6º do Decreto-lei Federal 
nº 3 .365, de 21 de junho de 1941,
DECREtA:
Art . 1º Fica d
eclarado de utilidade pública, para desapropriação de pleno domínio, mediante 
acordo ou judicialmente, imóvel, com as respectivas acessões, situado nos lotes 05-B e 06-B, do quarteirão 66, 
da vila Futuro, na Rua Pomba, atualmente denominada Rua Rio Pomba, conforme Decreto Municipal nº 2 .854, 
de 6 de fevereiro de 1976, no Município de Belo Horizonte, objeto da matrícula nº 185, fls. 01 a 04, Livro nº 2, 
do Cartório do 3º Ofício de Registro de imóveis da Comarca de Belo Horizonte .
Art . 2º O imóvel descrito no art . 1º destina-se à instalação do Hospital da Polícia Civil .
Art. 3º A Advocacia-Geral do Estado fica autorizada a promover a desapropriação de pleno domí-
nio do imóvel descrito no art . 1º, podendo, para efeito de imissão na posse, alegar a urgência de que trata o art .
15 do Decreto-lei Federal nº 3 .365, de 21 de junho de 1941 .
Art . 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação .
Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 23 de abril de 2013; 225º da Inconfidência Mineira e 
192º da independência do Brasil .
ANTONiO AUGUSTO JUNHO ANASTASiA
Danilo de Castro
Maria Coeli Simões Pires
Renata Maria Paes de vilhena
Marco Antônio Rebelo Romanelli
Cylton Brandão da Matta

Nenhum comentário:

Postar um comentário