SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

26 de abr de 2013

Governo do Estado vai instalar 504 câmeras de videomonitoramento em 18 cidades mineiras.




Nesta quinta-feira, governador Antonio Anastasia assinou protocolos de intenção com os prefeitos das cidades beneficiadas.
2
4
6
8
BRUNA CARMONA
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline












Governo do Estado de Minas Gerais vai instalar 504 câmeras de videomonitoramento do Olho Vivo em 18 cidades mineiras, como medida preventiva para combater a violência no Estado.
Nesta quinta-feira (25), o governador Antonio Anastasia assinou protocolos de intenção com os prefeitos das cidades beneficiadas com a implantação do sistema, e também termos de compromisso de cooperação técnica e operacional durante a instalação de novos Centros de Prevenção à Criminalidade (CPCs). Serão investidos cerca de R$ 50 milhões até o fim de 2013 na aplicação das novas medidas de segurança.
De acordo com o secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo Ferraz, foram escolhidas as cidades que, do ponto de vista estatístico, têm população na faixa de pelo menos 100 mil habitantes e índices de criminalidade que estejam entre os maiores do Estado. Áreas com alta incidência de crimes serão monitoradas 24h por dia, pela primeira vez, nas cidades de Contagem, Juiz de Fora, Ribeirão das Neves, Betim, Divinópolis, Patos de Minas, Teófilo Otoni, Janaúba, Passos, Paracatu, Unaí, Nova Lima, Ituiutaba, Araguari, Pouso Alegre e Uberaba. Uberlândia e Montes Claros terão o número de câmeras ampliado.
Atualmente, 391 câmeras do Olho Vivo estão instaladas no Estado e, de acordo com levantamento oficial da Polícia Militar (PM), já garantiram a redução de 30% a 40% dos índices de criminalidade nas áreas onde estão presentes.

Centros de Prevenção à Criminalidade

Além das câmeras de videomonitoramento, as cidades de Araguari, Contagem, Ribeirão das Neves, Betim, Vespasiano, Governador Valadares e Uberlândia vão receber novos Centros de Prevenção à Criminalidade, onde serão desenvolvidos os programas Fica Vivo, Mediação de Conflitos, Programa de Inclusão Social dos Egressos do Sistema Prisional (Presp) e Central de Penas Alternativas (Ceapa).

Nenhum comentário:

Postar um comentário