SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

25 de abr de 2013

Agentes penitenciários iniciarão greve na próxima terça 30/04.



Trabalhadores reivindicam melhorias salarial e das condições de trabalho.


Os agentes penitenciários do Piauí decidiram, em assembleia geral, iniciar greve por tempo indeterminado na próxima terça-feira (30/04). Os trabalhadores reivindicam melhorias salarial e das condições de trabalho."Não houve nenhuma manifestação do Governo. Na próxima terça, quando começar a greve, faremos nova assembleia, em frente à Casa de Custódia, e estaremos abertos anegociação", afirmou o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho.
A greve pode gerar uma nova crise no sistema prisional do estado, que já sofre com problemas como a segurança frágil e a superlotação. Durante paralisações dessa natureza, aumentam os riscos de motins, fugas e rebeliões. "Sabemos das dificuldades do sistema. A situação fica mais crítica, mas esse é o último recurso que temos", ressaltou o sindicalista.
Segundo Vilobaldo, já se passaram mais de 40 dias desde que o Governo se comprometeu a atender, pelo menos em parte, às reivindicações da categoria. Os trabalhadores cobram reajuste salarial de 60% parcelado em 3 anos, a nomeação dos 50 aprovados no último concurso público, de 2009, e a retomada da construção de novas unidades prisionais.
Segunda-feira(22/04), o secretário estadual de Administração, Paulo Ivan, afirmou que algumas das reivindicações já foram atendidas. "Um ofício já foi expedido à Secretaria de Justiça para indicar a sequência das nomeações. Sobre o reajuste salarial, ainda não foi feito o estudo - o governador Wilson Martins voltou de viagem quarta-feira -, mas será feito e entregue a eles próprios", disse.
Com a greve, algumas atividades ficarão suspensas, como as visitas aos presos, a sua condução para audiências, transferência entre unidades prisionais e recebimento de presos de delegacias.
Fonte: Com informações do jornal O DIA
Publicado Por: Neumara Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário