SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

24 de abr de 2013

Agentes carcerários são apresentados à Polícia Civil de Roraima.





No final da manhã desta terça-feira, 19, 173 agentes carcerários que estavam cedidos à Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC) do Estado de Roraima, reuniram-se com a diretoria da Polícia Civil. Eles passarão a exercer as funções nas mais diversas unidades policiais da Capital e Interior.

O encontro aconteceu na sala de Reuniões da Secretaria de Segurança Pública de Roraima e contou com a presença do Secretário de Segurança, Francisco Sá Cavalcante, do Delegado Geral de Polícia, Fernando Olegário, a delegada geral adjunta, Eliane Gonçalves, do diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), Luciano Silvestre, do diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), Adalmir Sena e do diretor do Departamento de Operações Especiais (DOPES), Márcio Amorim.

Desde a data da posse dos agentes penitenciários na Sejuc, no início deste mês, os agentes carcerários vêm sendo devolvidos à Polícia Civil.

A reunião teve por objetivo apresentar a diretoria da Polícia Civil aos agentes carcerários e informar que eles passarão por uma capacitação pela Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago e, a partir daí, serão lotados nas unidades policiais.

A cúpula da Polícia Civil deu as boas vindas aos servidores e foram enfáticos em afirmar que estavam “ansiosos” com o retorno deles à Polícia Civil.

“Com o retorno dos agentes carcerários nós pretendemos fortalecer o atendimento nas unidades policiais e assim liberar os agentes de Polícia para os trabalhos investigatórios. Entretanto, antes, eles passarão por um treinamento de capacitação, quando conhecerão a estrutura da Polícia Civil, das unidades policiais. Este é um momento de transição e queremos melhorar a cada dia o atendimento ao cidadão nas delegacias”, disse o delegado geral.

CIOPS

O secretário de Segurança Pública solicitou a apresentação de 60 agentes carcerários para desenvolver suas atividades no Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS), implantado recentemente.

Ele explicou que para esse atendimento a ideia inicial seria terceirizar os trabalhos, mas com a vinda dos agentes carcerários para a Polícia Civil e a experiência que já possuem na área de Segurança Pública, optou-se por esses profissionais.

“Precisamos atender a demanda da sociedade que é o primeiro atendimento, o atendimento emergencial. Hoje as Polícias têm o nº 190 (Polícia Militar), 197 (Polícia Civil) e o 0800.95.1000 do Disque Denúncia. Queremos adotar um único número. O número do Disque Denúncia será reduzido para três números, visando uma melhor assimilação por parte do cidadão. Queremos um atendimento melhor, mais humanitário, priorizando o cidadão”, disse o secretário.

Sá Cavalcante disse que sessenta operadores se revezarão em turnos de 06 horas. O CIOPS facilitará o acesso da população aos serviços de pronto atendimento prestados pelas instituições do Sistema de Segurança, de forma a estabelecer e zelar continuamente para um padrão de qualidade no atendimento à população.

“Atualmente temos o atendimento telefônico, mas passaremos a ter o monitoramento por câmera. Com o funcionamento total do CIOPS teremos a execução de procedimentos de recepção, tratamento de despacho de policiais e viaturas, mobilizados e acionados para inibir e combater ocorrências afetas à Segurança Pública, visando à integração de ações operacionais da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil, através do uso compartilhado de uma única estrutura física e tecnológica”, disse.

Sandra Lima/Assessoria de Imprensa

FONTE: DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social & Portal Nacional dos Delegados

Nenhum comentário:

Postar um comentário