SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

4 de jan de 2013

REGIÃO CENTRO-SUL Operação policial é realizada no Aglomerado da Serra.


FOTO: REPRODUÇÃO/TV GLOBO
Operação foi iniciada às 6h
Uma operação conjunta entre as Polícias Militar e Civil foi realizada na manhã desta sexta-feira (4), no Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. A ação teve como finalidade o combate à pratica de diversos crimes, em especial ao tráfico de drogas e homicídios.
Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Favela do Cafezal, que faz parte do aglomerado. Porém, nada de ilícito foi apreendido, assim como não teve registro de pessoas detidas. As buscas foram feitas por 177 policiais militares e civis, que contaram com a ajuda de cães farejadores.
Os pontos vistoriados no aglomerado já eram alvo da polícia devido à denúncia sobre a prática de intensa venda e consumo de entorpecentes.
Um dos objetivos da operação foi trazer tranquilidade para os moradoras das vilas que formam o Aglomerado da Serra, além do alcance do estreitamento do relacionamento entre a comunidade e os policiais que, frequentemente, atuam na região.
A ação foi comandada pelo major José Roberto,  que é comandante do 22º Batalhão da Polícia Militar.

Polícia no Aglomerado da Serra

No dia 26 de dezembro de novembro de 2012, um servente de pedreiro foi morto com um tiro na cabeça no Aglomerado da Serra. O assassinato de Helenilson Eustáquio da Silva, de 24 anos, ocorreu depois que integrantes da Polícia Militar foram até ao aglomerado verificar uma denúncia de que pessoas estariam armadas e vendendo drogas na região. Um sargento da PM foi quem atirou contra Helenilson Eustáquio. O policial, Dalson Ferreira Victor, tem nove anos de profissão, sendo sete só de Grupo Especializado em Áreas de Risco (GEPAR), e ainda responde judicialmente pelo ato. O sargento chegou a ser detido, mas ganhou a liberdade provisória no dia 11 de dezembro.
A morte de Helenilson Eustáquio causou revolta nos moradores do aglomerado, que queimaram ônibus, veículos e deram bastante trabalho para a polícia durante quase uma semana.
Essa não foi a primeira vez que os moradores do Aglomerado da Serra registraram problemas com a ação da polícia na região. Na madrugada de 19 de fevereiro também de 2012, uma incursão policial contra o tráfico de drogas na Vila Marçola, que fica dentro do aglomerado, terminou com dois mortos, um adolescente de 17 anos e um homem de 31 anos, que são filho e irmão de um policial militar.


TABATA MARTINS
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário