SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

6 de set de 2012

MAIS UMA VEZ PM X PC: Inspetor Adjunto da Polícia Civil denuncia e busca de providências do SINDPOL/MG e autoridades de controle contra tratamento hostil e abusivo de militares.


O Inspetor Adjunto da Polícia Civil, Zacarias dos Passos Filho, acionou o SINDPOL/MG na busca de providências em desfavor do Tenente da PMMG Márcio e demais integrantes da guarnição da viatura blazer do Gepar do 34º Batalhão pelo tratamento hostil e truculento que sofreu destes militares.

De acordo com relatos do Inspetor, por volta das 23h50min, ele foi abordado pelos militares no bairro Aparecida, quando estava retornando para casa, mesmo se identificando como policial civil, disponibilizando a carteira funcional e descendo do veículo, os militares de forma arrogante e truculenta revistaram o veículo do policial civil; com as armas em punho e apontadas para o inspetor, os militares revistaram o carro sem qualquer cuidado com os pertences do policial civil. Depois de todo o constrangimento, a muito custo, pois os militares tentaram tomar o celular do inspetor, este conseguiu chamar seu irmão investigador e o cunhado major da PMMG, contudo a guarnição evadiu do local não dando oportunidade de ser abordada pelo major e investigador que atenderam ao chamado do inspetor.

Diante de todo o ocorrido, pelo constrangimento, humilhação e martírio psicológico, o inspetor acionou o SINDPOL/MG que, novamente tomará medidas cabíveis notificando as autoridades competentes para que o fato seja averiguado, pois não é a primeira vez que um policial civil sofre este tipo de abordagem dos policiais militares. Há muito o sindicato vem denunciando a falácia da integração, uma política que, até o momento, não tem mostrado nenhuma efetividade entre a base e só funciona entre a cúpula de ambas as corporações.
 

Um comentário:

  1. Bom dia Denilson! Parabéns pela sua luta. Sobre a matéria em si, ora erramos, ora vocês erram. Em Uberlândia tem alguns novatos muito arrogantes também. Mas, é assim, alguns não estão preparados para a função que exercem, seja PM seja PC. Chega a ser hilário esse tipo de notícia, pois o "inimigo" é outro, e a gente se degladiando pra nada...estou em BH, te mandei uma mensagem no celular. Trouxe um livro de um amigo meu, Tenente aposentado, que foi vítima de assédio moral, racismo e foi obrigado a se aposentar com 13 dias de aposentadoria. Ele acionou o Estado, que não compareceu a audiência, e agora espera receber a indenização e a promoção a coronel. Se puder me liga:TIM 34 92700100. Um abraço, ANASTÁCIO BLOG Q.A.P

    ResponderExcluir