SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

29 de jun de 2012

Defesa Social inaugura Central Integrada de Escoltas em Juiz de Fora.


escoltajf2.jpg
Otimizar os trabalhos do sistema prisional agilizando a transferência e o encaminhamento de presos para delegacias, hospitais e fóruns. Esse é o objetivo da Central Integrada de Escoltas do Sistema Prisional, inaugurada pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) na manhã desta quinta-feira (28.06), em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

A partir de agora, um grupo especial de 90 agentes penitenciários, devidamente qualificados para o trabalho de escoltas e divididos em quatro equipes, ficará reunido em um mesmo espaço. Os agentes serão responsáveis pelo acompanhamento dos presos detidos nas quatro unidades prisionais da cidade – Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Juiz de Fora, Penitenciária José Edson Cavalieri, Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires e Casa do Albergado José de Alencar Rogêdo. 
 
escoltajf1.jpg
Para o superintendente de segurança da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), André Luiz Teixeira Mourão, a integração das escoltas das unidades prisionais de Juiz de Fora traz muitos benefícios para o sistema. “Integrando as ações promovemos economia de gastos aos cofres públicos, por meio de trabalhos coordenados e estratégicos. Essa é a primeira Central Integrada de Escoltas do Sistema Prisional de Minas Gerais, mas a ideia é expandir o modelo. Em
Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, já estamos desenvolvendo um projeto semelhante”, ressaltou.

O diretor geral do Ceresp Juiz de Fora, Giovane de Moraes Gomes, explica que, anteriormente, um veículo se deslocava de uma unidade para transferir um único preso. “Agora, com a Central Integrada, teremos um aproveitamento de agentes e veículos para fazer as escoltas de forma estratégica”. Segundo o diretor, as obras de reforma do espaço contaram com o trabalho de nove detentos e com o apoio de toda a comunidade. “Para os reeducandos, não é apenas uma obra, mas uma oportunidade de ressocialização e uma contribuição para a sociedade”, completou. 
 
A Central Integrada de Escoltas vai funcionar na Praça Senador Teotônio Vilela, no bairro Vitorino Braga. O local, antiga sede da 135ª Companhia de Polícia Militar, foi cedido pela Prefeitura Municipal à Suapi, que fez a reforma e ampliação das instalações, de modo a adequar o espaço às normas do sistema prisional. Todos os agentes penitenciários que trabalharão na Central são efetivos e foram treinados e capacitados para as especificidades exigidas pelas diversas operações de escolta.
 
Presente na cerimônia de inauguração, o prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, assinou o decreto que outorga a seção de uso do espaço ao Sistema Prisional e comemorou a parceria da cidade com o Estado. “Não há separação de tarefas quando se trata do bem estar do cidadão juizforano. É nosso dever servir ao Estado sempre que possível”, destacou.
 
Durante a solenidade, membros da sociedade que colaboraram para a construção da Central receberam homenagens e alguns agentes penitenciários receberam medalhas de reconhecimento. Participaram também da cerimônia de inauguração o superintendente de Articulação e Gestão de Vagas da Suapi, Pabloneli de Souza, o diretor de segurança externa da Suapi, Luiz Fernando de Souza, o juiz da Vara de Execuções Criminais da Comarca de Juiz de Fora, Amaury de Lima e Souza, representantes da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar, vereadores e empresários locais.
 
 
Funcionamento
 

escoltajf3.jpgA nova Central funcionará 24h por dia e vai contar com doze viaturas do sistema prisional de Minas Gerais disponíveis para conduzir os presos. Ao receber as solicitações, as equipes de agentes penitenciários serão direcionadas para as unidades, de onde farão as escoltas. A infraestrutura do novo espaço é composta por uma sala operacional estratégica, uma sala administrativa, duas salas de coordenação, alojamento para agentes masculinos e femininos, hotel de trânsito com seis vagas, copa, refeitório, sala de espera, almoxarifado e estacionamento. A Central Integrada de Escoltas será coordenada por dois agentes penitenciários de carreira, sendo Rafael Fernandes dos Reis o coordenador administrativo e Pedro Luciano Souza o coordenador operacional. 
 
FONTE :  www.seds.mg.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário