SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

20 de dez de 2011

A equipe de investigadores da 3ª DEROC desmantelou uma quadrilha de latrocidas, responsável por torturar, estrangular e carbonizar as vítimas na capital.
A quadrilha escolhia as vítimas de forma aleatória. Entravam em contato, geralmente demonstrando algum interesse comercial, uma vez que todas eram comerciantes ou prestadoras de serviços. Realizado o contato, feito por Cristina Mendes Vieira, 26, eles agendavam um encontro na residência dos envolvidos; onde eram rendidos e torturados para que fornecessem senhas de cartão bancário; Guilherme,outro membro da quadrilha, ia ao banco, sacava o valor encontrado e retornava para dar posicionamento da transação ao grupo. A vítima então era asfixiada, com requintes de crueldade (colocavam plástico na boca da vítima para evitar gritos) e levada no porta mala do veículo de Érik, líder do grupo, até o bairro Xangrilá, em Contagem, onde seus corpos eram queimados.
As investigações, dignas de elogio, iniciaram com a denúncia de desaparecimento do comerciante de veículos Evaldo Aparecido Gomes, 29, primeira vítima do bando. Ainda se serem identificados eles roubaram e mataram Ageu de Souza, 35, dono de um “Topa-Tudo”, Atieri Nunes Rocha, 25, realizava manutenção na área de informática e Débora G.P.,15, vitimada por vingança de Cristina, nos mesmos moldes das outras vítimas.
A quadrilha foi presa quando estava em posse da quinta vítima, o reboquista, chamado sob a alegação de que o veículo Stilo, de Erik Barroso, estaria estragado.
O SINDPOL/MG parabeniza os policiais: Willian, Elvimar, Cláudio, Paulo Henrique, Daniel e Helderson, coordenados pelo delegado João Prata da 3ª DEROC - DEOESP – , bem como o Chefe da Divisão, Márcio Nabak e do Departamento, Islande Batista e ressalta o crescente número de operações e investigações de sucesso realizadas pela Polícia Civil mineira.
SINDPOL-MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário