SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

22 de set de 2011

SINDPOL/MG recebe Representantes de Escrivães que querem unificação.



Na manhã desta quarta-feira (21) a Diretoria do SINDPOL/MG recebeu a Comissão Representativa do Escrivanato para Reformulação da Lei Orgânica com o objetivo de discutir acerca das sugestões atinentes as funções do escrivanato e possíveis alterações com o advento da nova LOPC.

Durante a reunião foram colocadas as justificativas da categoria, que defende a unificação e os possíveis benefícios para a Instituição, além de fortalecimento dos investigadores que, se aprovada a tese, tornam-se mais consolidados na luta por valorização, ressaltaram também as dificuldades pelas quais passa a carreira e a necessidade imperiosa de reformulação para os escrivães.

O SINDPOL/MG esclareceu, uma vez mais, que não é pacífica a tese da unificação no seio do policialato por ser órgão representativo de toda a categoria policial civil, especialmente dos Investigadores, pode sentir de perto, através de pesquisa junto a essas outras classes que, as mesmas se posicionaram contrárias a intenção apresentada pelos escrivães; entretanto, o escrivanato tem autonomia para buscar mudanças que visem proporcionar a valorização nesse momento, o que é justo.

O SINDPOL/MG reafirmou o compromisso de continuar a lutar e avançar pela valorização efetiva dos escrivães e demais servidores da Polícia Civil, pois trabalha pensando na Instituição como um todo.

A reunião contou com a participação do Presidente do SINDPOL/MG, Denilson Martins, a Diretora e Escrivã, Nancy Ferraz, o Presidente da Aespol, Welinton Kalil, o Inspetor Adjunto de Escrivães, Jorge Expedito e os escrivães Vanilda Meireles, Marina Patrício, Mauro Adriano, Fernando Soares, Thales Vinicius, Marcelo Dias e Ricardo Resende.


FONTE: SINDPOL-MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário