SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

12 de set de 2011

Plantão Enem:Alunos prejudicados pela greve vão repor conteúdo na televisão.


Especialistas irão tirar as dúvidas dos estudantes, ao vivo, nos sábados.
A partir de hoje, os estudantes do 3º ano do ensino médio das escolas estaduais poderão repor parte do conteúdo perdido com a greve dos professores que completa 98 dias hoje. A partir de 18 horas será exibido na Rede Minas o primeiro programa educativo destinado aos alunos que irão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares.


O programa, de apenas dois minutos, foi lançado pela Secretaria de Estado de Educação (SEE) como forma de complementar as atividades até os exames do Enem, nos dias 22 e 23 de outubro. Com o nome "Plantão Enem", o programa será exibido de segunda a sexta-feira, sempre no mesmo horário. O material reúne produções com dicas dos conteúdos didáticos de todas as disciplinas do ensino médio.


A partir do próximo sábado outro programa educativo entrará na grade de exibição da emissora: o "Plantão Enem Ao Vivo", irá ao ar das 10h às 11h. Os programas de sábados serão exibidos a véspera do Enem. Além da televisão, os estudantes também poderão acessar pela internet - www.redeminas.tv.


Pelo site, os alunos também poderão enviar as dúvidas. As respostas vão ser dadas pelos especialistas das disciplinas curriculares aos sábados. Um blog também será criado no site da emissora para que os alunos tirem dúvidas sobre o conteúdo exibido.

Saiba mais
Assembleia: O próximo encontro dos professores será na quarta-feira, dia 14, quando a greve irá completar cem dias.

Subsídio criado pelo governo: O servidor tem remuneração fixa na tabela do plano de carreira. Auxílios transporte e alimentação, além de benefícios como quinquênio e biênio são incorporados. O menor salário é de R$ 1.122 para professor de nível médio para carga horária de 24 horas semanais.


Reivindicação do sindicato: Piso proporcional de R$ 712,20, proposto pelo Estado, conforme a Lei 11.738, porém reajustado de acordo com o nível de escolaridade e o tempo de carreira da categoria.


Justiça:Advocacia Geral da União (AGU) deu parecer no dia 8, considerando constitucional a Lei 18.975/10, que instituiu o subsídio adotado pelo governo de Minas.


Investigação
Denúncia de perseguição é protocolada
Representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) e da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), irão protocolar hoje um pedido de investigação em relação às denúncias de que representantes do sindicato estariam sendo vigiados por homens em carros da PM descaracterizados.


Na última quarta-feira, a Comissão de Direitos Humanos recebeu a denúncia de que veículos com placas restritas estavam vigiando a movimentação na sede do sindicato. "Queremos uma resposta sobre o que está acontecendo. Isso é uma intimidação", disse o deputado estadual Rogério Correia (PT).


Além disso, a comissão irá pedir à Ouvidoria da Polícia, o afastamento do comandante da PM, coronel Renato Vieira de Souza. Segundo o deputado, o comandante teria se negado a enviar uma viatura à sede do sindicato. A assessoria de imprensa do governo informou que irá aguardar o andamento do caso.

FONTE: O TEMPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário