SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

8 de set de 2011

Detento e advogada grávida são acusados de integrar quadrilha apresentada nesta quinta em BH.


De dentro da cadeia, o preso determinava para quem a droga, que vinha do Paraguai, deveria ser vendida e por qual o valor.

A Polícia Civil apresentou na manhã desta quinta-feira (8) três acusados de integrarem uma quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas que atuava em Minas Gerais. Entre os suspeitos estava um detento, que segundo a polícia, de dentro do presídio, articulava o esquema criminoso, informando para quem a droga deveria ser vendida e a qual preço.

De acordo com a polícia, a quadrilha foi desarticulada, após o Serviço de Inteligência descobrir a ação. Na ocasião, o suspeito que transportava a droga do Paraguai e o que recebia e entrava em contato com o detento foram presos. Com a dupla a polícia apreendeu um quilo de maconha. Na casa de um deles, foram apreendidos mais de 90kg da mesma droga.

Conforme a polícia, além do trio apresentado no Departamento de Operações Especiais (Deoesp), no bairro Nova Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte, uma advogada, grávida de três meses, também teve a prisão decretada por associação ao esquema. Ela não esteve no Deoesp, pois está com a saúde debilitada e não foi liberada por médicos.

Segundo investigações, que duraram cerca de dois meses, a droga era trazida do Paraguai para Minas de carro. O suspeito responsável pelo transporte dos entorpecentes disse que normalmente trazia tabletes de maconha de Foz do Iguaçu para a região metropolitana de Belo Horizonte no banco traseiro, sem nenhuma camuflagem e sem ser abordado por policiais neste trecho.

Além das prisões e das apreensões de maconha, a polícia apreendeu três veículos utilizados pela quadrilha.

Os suspeitos serão indiciados por formação de quadrilha, associação ao tráfico e por tráfico internacional de drogas.

FONTE: O TEMPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário