SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

23 de ago de 2011

Direção do SINDPOL/MG realiza inspeção sindical na Delegacia Regional de Ribeirão das Neves.



Conforme programação, a Direção do SINDPOL/MG realizou na noite desta sexta-feira (19) mais uma inspeção sindical naquela precária unidade. Os Diretores chegaram às 18:30 e encontraram um quadro caótico de seis guarnições com cinco conduzidos, com farta quantidade de material apreendido, além de vítimas e parentes destes conduzidos, sendo atendidos por um único servidor, que se encontrava escalado no local. Também haviam custodiados na cela nos fundos daquela unidade, um preso que ali estava há dois dias, sem vigilância e monitoramento direto, situação altamente vulnerável sob os aspectos jurídicos e operacionais, bem como do ponto de vista dos Direitos Humanos. Segundo a informação daquele servidor, a equipe composta de um perito, quatro investigadores, um escrivão e um delegado, estava incompleta e a autoridade policial se encontra de licença médica, por isso o atendimento é redirecionado para a unidade de Contagem, cerca de 40Km de distancia. O servidor informou que a demanda aos finais de semana, mormente na sexta-feira, é altíssimo, pois somados os municípios de Neves e Esmeraldas, acumulam uma densidade demográfica de 380 mil habitantes, numa das zonas quentes de criminalidade mais destacada do Estado.



Estrutura física

A direção do SINDPOL/MG encontrou um alto índice de degradação estrutural no “galpão de obras”, onde desde 1992 funciona, de forma improvisada, a sede da Regional de Ribeirão das Neves, infiltrações, poeira, sujeira se acumulam nos cômodos e divisórias da unidade. Não há equipamentos de prevenção e proteção de incêndio (extintores), não há aparato de monitoramento e vigilância para evitar fugas e invasões. Há muitos pontos ermos que facilitam o acesso de pessoas alheias em uma área que deveria ser de segurança. Os dirigentes sindicais encontraram materiais apreendidos “jogados”, “amontoados” em locais impróprios, sem a menor condição de segurança e acondicionamento.

As instalações onde funcionam a perícia e o consultório médico legal são altamente insalubres e inseguros, com muito papel e material inflamável, além de armamento e munição facilmente passíveis de gerar, ou se consumir em incêndio. Ainda sobre as instalações, pode-se perceber nitidamente as improvisações das instalações elétricas, o que muito propicia o acontecimento de sinistros. As reclamações da falta de infraestrutura e meios para a realização dos trabalhos têm sido uma rotina naquela unidade, armamentos, munições, viaturas e coletes a prova de bala, quando não estão em falta, estão avariados ou vencidos, como é o caso dos coletes balísticos e das viaturas ali encontrados.



Carência de efetivo

Os policiais reclamaram que além de ser muito diminuto o efetivo da unidade, onde servidores do expediente têm se que alternar para atendimento ao plantão na ocorrência de férias ou licenças, a maioria deles esta adoecendo por estresse, sobrecarga de trabalho e depressão, como é o caso do próprio delegado regional que se encontra afastado por graves problemas de saúde.

O dirigentes sindicais, após essa inspeção noturna, constataram que o quadro estrutural da Delegacia Regional de Neves, subordinada ao 2º Departamento de Contagem, é realmente o pior já encontrado na região metropolitana de Belo Horizonte, e um dos piores no Estado, perdendo apenas para Mirabella e Águas formosas.

A Direção do SINDPOL/MG tomará todas as providências administrativas e judiciais para a solução deste grave problema.
Participaram desta inspeção: Presidente Denilson Martins, o Vice Toninho Pipoco, o Diretor Jurídico Dr. Christiano Xavier, o Diretor de Mobilização Adilson Bispo e o cinegrafista Benito Urbina (Chileno).

FONTE: SINDPOL-MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário