SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

21 de ago de 2011

DEOESP prende líder de quadrilha de roubo a banco.


Durante operação realizada pela equipe de Investigadores da 2ª Delegacia Especializada de Repressão a Organização Criminosa da Divisão Especializada de Operações Especiais – Deoesp – os policiais recapturaram Gilmar da Silva, 31 anos, apontado como chefe de uma das maiores quadrilhas de roubo a bancos do país.

O recapiturado foi localizado na capital paulista e trazido para Minas Gerais, onde está detido na Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH. Com ele foram apreendidos três fuzis, uma escopeta calibre 12, duas pistolas semi-automáticas – calibre ponto 40 e 9mm, além de um revólver calibre 38.

Gilcimar estava foragido desde 2006, depois de ser preso por envolvimento no assalto a uma agência do Banco do Brasil, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Na ocasião houve troca de tiros com a polícia. Ele conseguiu fugir do cerco, mas foi localizado e preso na Penitenciária José Maria Alkimim, em Neves, de onde fugiu pouco tempo depois.

O Delegado Chefe do Departamento de Investigação de Crimes contra o Patrimônio, Dr. Islande Batista, afirma que Gilcimar se tornou líder da quadrilha especializada em grandes assaltos com uso de armamento pesado. Dr. Wilson de Oliveira, Delegado responsável pela operação, destaca que todos os delitos praticados pela quadrilha têm como objetivo alimentar o tráfico de drogas. Ainda, de acordo com o Investigador Jonathas Nunes, Especialista também na área de Inteligência, a investigação vem sendo aprimorada e tornando-se mais eficaz pela conciliação do trabalho de inteligência com o operacional.

A operação contou com a participação dos policiais civis de São Paulo, Delegados Cleber Antônio Torquato, Antônio Luiz Tucumanter e os Investigadores Akika, Marquinho Hélio, aos quais a Polícia mineira agradece a colaboração. Este brilhante trabalho foi realizado pela Equipe de Investigadores: Jonathas Nunes, Max Geraldo, Antônio Elmar, Carlos Hott e Denilson “Cabelinho”.

O SINDPOL/MG parabeniza toda a equipe da Deoesp por mais este trabalho de destaque, que mostra a competência do serviço de Polícia Judiciária desenvolvido pela Polícia Civil de Minas Gerais.

FONTE: SINDPOL-MG.

Um comentário:

  1. É UM TRABALHO MAQUINIFICO PENA QUE O JUIZ ACABA SOLTANDO

    ResponderExcluir