SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

14 de jul de 2011

Exames de rua serão filmados.


"Pressão". Reprovada, Angélica crê que novidade vai influenciar comportamento dos examinadores.
Veículos utilizados nos exames de rua para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no Estado serão equipados com câmeras. A instalação dos equipamentos é objeto de um estudo realizado atualmente pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran/MG).

De acordo com o chefe da Divisão de Habilitação e Controle de Condutor do órgão, delegado Anderson França, o método será usado para impedir irregularidades e possibilitar que o candidato recorra caso não concorde com o resultado da avaliação.

Além das imagens, os equipamentos poderão gravar as conversas entre candidatos e examinadores dentro dos automóveis. Segundo o delegado, todo o material registrado durante a prova será enviado automaticamente para o sistema de dados do Detran.

Uma empresa paulista já estuda a viabilidade do monitoramento - um sistema similar está em fase de experimentação no Rio de Janeiro. França não soube informar o custo da implantação da tecnologia em Minas, e ainda não há previsão para a novidade, que ainda depende de autorização do Detran.

"Logo após a aprovação, iremos abrir a licitação. Queremos ainda mais transparência nos exames", argumenta o delegado.

Opiniões. Para o examinador do Detran Geraldo Chaves, a instalação de câmeras será mais um instrumento de segurança para avaliadores e candidatos. Ele teme, no entanto, que futuros motoristas fiquem constrangidos com o monitoramento.

"Acho que as pessoas vão ficar inibidas. Em compensação, teremos como comprovar o que houve caso o candidato questione o resultado", acredita Chaves.

O empresário Roberto Mauro Félix atua no ramo de autoescolas há dez anos e defende o monitoramento dos testes como uma forma de impedir as "reprovações injustificadas". "Os alunos nos contam que, às vezes, os argumentos dos examinadores para a reprovação nem sempre são justos. Eles têm o poder na mão. Aprovam e reprovam sem que o candidato possa argumentar nada", contesta Félix.

Reprovada nos dois exames de direção aos quais se submeteu, a advogada Angélica Almeida Miranda, 26, acredita que a gravação dos testes vai influenciar no comportamento dos avaliadores e proporcionar mais segurança aos candidatos. "Eles fazem muita pressão na gente. Acho que a filmagem será positiva, pois teremos como contestar caso haja abusos", afirma.


Tudo que for registrado durante a prova será enviado ao Detran.

Rio de Janeiro
Sistema pioneiro ainda em 2011
O Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran/RJ), abriu, no mês passado, uma licitação para contratar a empresa que irá monitorar os exames de direção por meio da gravação de vídeos e áudios. A ideia é que a tecnologia seja implantada ainda neste ano, segundo o órgão.

Todos os exames de direção veicular no Estado carioca serão documentados pelas câmeras, que vão registrar não apenas a dinâmica da prova prática, mas também as falas e ações de examinadores e candidatos.

De acordo com o órgão, serão instaladas três câmeras em cada veículo das autoescolas, além de aparelhos externos para registrar o exame de balizas.

O Detran carioca também vai adotar a coleta das impressões digitais de alunos e examinadores antes e depois da prova prática, com o objetivo de evitar que uma outra pessoa se passe pelo candidato inscrito.

Reprovação.Minas Gerais é o Estado que mais reprova no exame prático para a obtenção da CNH. Segundo o Detran/MG, 65% dos candidatos foram reprovados no teste de direção, no ano passado, somente na capital.

Em 2009, a média de reprovação em Minas foi de 58%. O número é alto quando comparado às estatísticas de Estados vizinhos como Espírito Santo (45%) e Rio de Janeiro (42,5%).

De acordo com o Detran/MG, a rigidez nas provas é necessária para tentar impedir o aumento do número de acidentes. (CG)
JORNAL O TEMPO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário