SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

21 de jul de 2011

CASO BRUNO:Ex-advogado afirma que não orientou Macarrão a mentir durante depoimento.

Luiz confessa que mentiu à Justiça
O advogado Cláudio Dalledone, que defendia Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, afirmou, nesta quinta-feira (21), que não orientou o cliente a dar declarações falsas sobre o caso Eliza Samudio.

Durante entrevista com o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Durval Ângelo, na quarta-feira (20), Macarrão gravou um vídeo no qual afirma que o sangue no carro de Bruno é mesmo de Eliza. No entanto, mentiu a mando do ex-advogado. Testes de DNA comprovaram que as marcas de sangue eram mesmo da modelo.
Em nota, o advogado esclarece que "efetivamente fez parte da equipe de advogados que exerceu a defesa técnica de Luiz Henrique, no ato de interrogatório judicial ocorrido perante o Juízo Criminal da Comarca de Contagem. Contudo, esclarece que a participação foi temporária na referida defesa, tendo se iniciado e se encerrado com a realização do ato de interrogatório judicial. Nesta condição, em conjunto com os advogados Wasley Vasconcelos e Américo Leal, efetivamente participou da orientação jurídica de que o acusado fizesse uso da sua prerrogativa constitucional do silêncio no mencionado ato judicial".

Por fim, a nota esclarece que Dalledone não atuou na fase inquisitorial (Inquérito Policial) e que, portanto, não participou de nenhuma orientação para que, o então indiciado, se mantivesse em silêncio durante depoimento.

Na capital
Dalledone Júnior está em Belo Horizonte para tratar de interesses do goleiro Bruno, de quem é o atual defensor. Em nota, o advogado afirma que, em momento oportuno, deverá se manifestar sobre o caso.

O tempo: 21/07/2011 17h22.

Nenhum comentário:

Postar um comentário