SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

6 de abr de 2011

Dirigentes do SINDPOL/MG se reúnem com Chefe de Polícia


Notícias

O Presidente Denílson Martins e o Vice-Presidente “Toninho Pipoco” estiveram reunidos nesta terça-feira com o Dr. Jairo Lellis Filho, Chefe da Polícia e Dr. Celso Ávila Superintendente de Investigações e Polícia Judiciária. A finalidade da reunião reside no fato da mobilização que vai acontecer no dia 08/04/2011 sexta-feira, na Assembléia Geral da categoria e também de reclamações de vários servidores sobre operações policiais e demais atos de convocação feitos por Delegados Regionais e Chefes de Departamentos para esta mesma data o que pode prejudicar e atrapalhar o direito legitimo dos servidores se reunirem e deliberarem sobre assuntos classistas e institucionais. No posicionamento do Chefe e do Superintendente ficou claro a consideração e respeito que tem os mesmos aos movimentos reivindicatórios, e que não parte deles nenhuma ação para impedir ou obstaculizar o desenvolvimento da instituição através dos movimentos reivindicatórios iniciados e promovidos pelas entidades sindicais. Com tudo aconselharam, inclusive em boletim interno, a cautela, a ordem, e o respeito a legalidade e ao patrimônio publico (premissas que sempre foram observadas pelo SINDPOL/MG e seus dirigentes).

Os dirigentes sindicais também cobraram do Chefe o posicionamento do governo a respeito da pauta de reivindicação, uma vez que havia expirado o prazo, que informalmente os dirigentes sindicais, a titulo de boa fé, haviam creditado ao chefe e ao governo para possível resposta (02/04/2011). O Chefe Dr. Jairo Lellis Filho, informou que tem participado de varias reuniões com o governador, com que tem contato direto, e lhe tem levedo, com clareza, todos os problemas da Polícia Civil, principalmente as demandas trazidas pelo SINDPOL/MG e que nesse sentido no tocante a questão salarial e o concurso publico o governo já tem estudo de impactos e que muito em breve ira anunciá-los e que enquanto Chefe de Polícia, ira convidar as entidades para debater e informar. Os dirigentes também ao ensejo cobraram o posicionamento da instituição no tocante à elaboração do marco regulatório das atribuições das Polícias civil e Militar, pois tal medida não pode esperar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário