SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

2 de abr de 2010

SINDPOL/MG e Intersindical desmacara farça montada pelo Governo para desacreditar movimento sindical. Movimento do dia 16 de março até hoje incomoda o Governo.

Em uma manobra de mídia, Governo tenta desarticular movimento sindical que, no dia 16/03, ocupou a Linha Verde inaugurando a Cidade Administrativa com mais de 5 mil manifestantes. Foi entregue a redação do Jornal Estado de Minas uma filmagem que hipoteticamente denunciava uma armação no interior de um ônibus onde manifestantes "profissionais" recebiam R$ 25,00 para participar de ato de Servidores Públicos. A filmagem editada de forma maldosa, mostra lances e focos de possíveis diálogos de pessoas aliciando cidadãos comuns para uma possível manifestação sem contudo contextualizar o local, hora e data, bem como ocasião em que aqueles possíveis atos se deram. Procurado pela redação do Jornal e da TV Alterosa, o Vice-Presidente do SINDPOL/MG, Denílson Martins, membro da executiva da Coordenação Intersindical, como de costume, colocou-se prontamente à disposição para todos e quaisquer esclarecimentos necessários. Na entrevista ao Estado de Minas, em pleno sábado, argumentou que é muito estranho essas filmagens chegarem de forma anônima à redação do jornal no mesmo dia em que o Governador Aécio e o Vice se reuniram com a Direção Estadual da Central Força Sindical, em evento político de apoio, no Hotel Mércury - Bairro de Lourdes. O Vice-Presidente acrescentou ainda que quem tem esse costume de pagar manifestantes profissionais para segurarem bandeira em atos promovidos pelo Governo Aécio, como o 21 de Abril em Ouro Preto, é a Central Força Sindical que freta um ônibus, arregimenta pessoas, financia e remunera para vestirem a camisa amarela e azul e balançar a bandeira do PSDB e da Força Sindical, no miolo da Praça Tiradentes. A própria mídia, no ano passado, principalmente o novo jornal que noticiou esse fato, entrevistando várias pessoas que vieram de um ônibus de Venda Nova, contratado pela Força Sindical para aquele evento, receberam para tanto os mesmos R$ 25,00.




Denílson também informou que, estando a quase 10 anos no movimento sindical, desconhece das fileiras dos 23 sindicatos que compõe a Intersindical do Serviço Público Mineiro qualquer dirigente que responda pela alcunha de "pelezinho" e que, do lado da Intersindical, é natural que os Sindicatos nos movimentos que deslocam pessoas de longas distâncias, encarreguem-se de custearem à alimentação dos passageiros que, no caso específico, houve sim o custeio de alimentação desses servidores que, em sua grande maioria, são filiados e pagam mensalmente a sua cota-parte para o seu respectivo sindicato. Nada mais justo, pois deixar uma pessoa viajando com fome 6, 8, 10 ou 12 horas depois de andar longas distâncias ao regor de sol, ou até mesmo debaixo de tempestade (como aconteceu naquele dia 16), fere o princípio da dignidade da pessoa humana que todos os Sindicalistas tem por missão defenderem. O mesmo fora dito para reportagem do SBT, porém a edição só interessou exibir o conteúdo que lhe interessasse como demonstramos abaixo:






Clique aqui e veja a matéria do Jornal Estado de Minas do dia 29-03-2010

Veja abaixo a matéria do Jornal Alterosa 1ª Edição do dia 29/03/2010



Clique e assista ao vídeo na TV Alterosa


Fotos do Movimento:
 








Clique para continuar vendo as fotos do movimento



















Nenhum comentário:

Postar um comentário