SEGURANÇA PÚBLICA

SAIBA TUDO SOBRE A SEGURANÇA PÚBLICA!

2 de abr de 2010

Sindpol Zona da Mata faz manifesto durante visita de Aécio Neves à Juiz de Fora


Sindpol Zona da Mata faz manifesto durante visita de Aécio Neves à Juiz de Fora


Membros do Sindicato Regional da Polícia Civil (SINDPOL) Regional Zona da Mata e policiais civis realizaram, ontem, ato de protesto durante a visita do governador Aécio Neves (PSDB) ao município de Juiz de Fora. O governador esteve na cidade para anunciar vultuosos investimentos que totalizam mais de R$ 100 milhões. Entre outros anúncios, o governador aproveitou a oportunidade para entregar um helicóptero à Polícia Militar. Tudo isso aconteceu a dois dias de Aécio deixar o governo para assumir, de vez, a campanha para o senado.
Os sindicalistas tomaram o local, onde será erguido o Hospital Regional de Urgência e Emergência de Juiz de Fora, antes mesmo da chegada da Polícia Militar e das autoridades políticas, o que garantiu visibilidade expressiva ao movimento. Com faixas estendidas, os servidores da Polícia Civil reivindicavam a aprovação do 3º grau para agentes e escrivães e da carreira jurídica para delegados, além de cobrarem a inclusão do adicional de periculosidade aos vencimentos da categoria. “Está havendo uma demora excessiva no encaminhamento do projeto, que trata sobre o 3º grau, para votação na Assembleia Legislativa. Isso nos mantêm mobilizados e dispostos a realizar outros movimentos reivindicatórios, como os de hoje e, se necessário for, voltarmos às ruas em protesto contra o governo de Minas. A possibilidade de novas paralisações não está descartada”, alertou o diretor regional do Sindpol Zona da Mata, delegado Marcelo Armstrong.
Os sindicalistas também realizaram panfletagem durante a mobilização, denunciando as reais condições salariais dos policiais civis mineiros. “Nossa intenção é sensibilizar a sociedade. O governo anunciou um reajuste de 15%, mas não é o suficiente”, destacou o delegado. Durante o movimento, a Polícia Militar tentou formar um cordão de isolamento. Mas, mesmo com um grande efetivos de militares, os policiais civis alcançaram seus objetivos. “A luta é justa e digna. Nosso objetivo hoje foi demonstrar que permanecemos mobilizados para que o governo não esqueça das promessas feitas à categoria”, ressaltou o diretor administrativo Gustavo Toledo.


Veja mais fotos do movimento














































Veja mais fotos do Manifesto:

Nenhum comentário:

Postar um comentário